» visite o site do RuralBR
Notícias Agrícolas

Seja o porta-voz de si mesmo!

Cadastro
MENSAGENS
LEANDRO FABIANI | SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - SP
23/07/2014
SOJA: POSSIBILIDADE DE RENDA É DE QUEDA DE 50% (??!!): Se os preços do soja já caíram de 6% a 15% em Chicago (até o momento), a possibilidade de renda no campo ultrapassaria perdas de até 45%... Assim, precisaremos revisar, urgentemente, as planilhas de gastos de custeio para a nova safra de soja. Novos investimentos, nem pensar... Quando o mercado interno fechar suas planilhas de contratos de grãos deste ano e revisar seus saldos de estoques para as fábricas, acredito que tudo ficará pior ainda. Normalmente os compradores de soja desaceleram em final de novembro e dezembro. Acredito que este ano o mercado deve perder fôlego já a partir de outubro. Vamos ficar atentos a isso.
VER MENSAGEM COMPLETA
MARCO ANTONIO JACOB | ESPÍRITO SANTO DO PINHAL - SP
23/07/2014
Para o conhecimento público , segue carta enviada hoje ao Presidente ds FAEMG e ao Diretor de Café do CNA , peço para aqueles que concordem com minha solicitação , se manifestem junto ao vosso sindicato rural.

Sr. Presidente Roberto Simões
Presidente da FAEMG
Sr. Breno Pereira de Mesquita
Presidente da Comissão de Café da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil





Ref.: Preços Mínimos – Estatuto da Terra – Mandado de Segurança







Prezados Senhores,



Venho parabeniza-los pelo lançamento da Semana Internacional do Café 2014, e aproveitando as declarações do Presidente da FAEMG – Sr. Roberto Simões , que reproduzo abaixo :
“ O presidente do SISTEMA FAEMG, Roberto Simões, destacou a importância do evento para a valorização da atividade: “Por uma semana, faremos com que a atenção dos brasileiros, se volte para o café, que é o principal produto do nosso agronegócio e um dos maiores de toda a nossa economia”.



Para ele, o evento é oportunidade para que o setor produtivo se fortaleça cada vez mais: “Não podemos trabalhar apenas da porteira para trás; onde, aliás, somos muito competentes. É da porteira para fora que estão os grandes desafios a serem vencidos e é fundamental unirmos o setor para dialogar e criarmos oportunidades de negócios, de informação e inteligência de mercado para agregação de valor”. “



Porém, dentro da sua afirmação que “da porteira para fora que estão os grandes desafios” , , V. Sas. como representantes dos agricultores mineiros , têm como uma das principais missões , defender que a Legislação Brasileira seja cumprida e respeitada , em favor de seus representados , neste caso especifico falo em prol dos cafeicultores de Minas Gerias e dos demais estados brasileiros.



Vossas Senhorias devem ter conhecimento do Estatuto da Terra ( LEI Nº 4.504, DE 30 DE NOVEMBRO DE 1964 ) , lembrando que completará 50 anos da promulgação desta Lei .



Entretanto, no que tange a cafeicultura, seus artigos 73 e 85 não estão sendo cumpridos e respeitados, reproduzo-os abaixo:



Art. 73. Dentro das diretrizes fixadas para a política de desenvolvimento rural, com o fim de prestar assistência social, técnica e fomentista e de estimular a produção agropecuária, de forma a que ela atenda não só ao consumo nacional, mas também à possibilidade de obtenção de excedentes exportáveis, serão mobilizados, entre outros, os seguintes meios:

XII - garantia de preços mínimos à produção agrícola.

Art. 85. A fixação dos preços mínimos, de acordo com a essencialidade dos produtos agropecuários, visando aos mercados interno e externo, deverá ser feita, no mínimo, sessenta dias antes da época do plantio em cada região e reajustados, na época da venda, de acordo com os índices de correção fixados pelo Conselho Nacional de Economia.

§ 1° Para fixação do preço mínimo se tomará por base o custo efetivo da produção, acrescido das despesas de transporte para o mercado mais próximo e da margem de lucro do produtor, que não poderá ser inferior a trinta por cento.

§ 2º As despesas do armazenamento, expurgo, conservação e embalagem dos produtos agrícolas correrão por conta do órgão executor da política de garantia de preços mínimos, não sendo dedutíveis do total a ser pago ao produtor.



Sabemos que o preço mínimos do café arábicas foi estabelecido em 30 de Abril de 2013 pelo Conselho Monetário Nacional pelo singelo valor de R$307,00 (trezentos e sete reais) .



Entretanto, desde aquela época, é de conhecimento geral, que este valor estabelecido não foi técnico, e tampouco seguiu as diretrizes da Legislação em tela, pois a própria CONAB havia indicado na época como custo de produção , o valor de R$340,00 (trezentos e quarenta reais ).



Hoje, temos como agravante que o preço mínimo a época não respeitou o efetivo custo de produção, e, não estão sendo reajustados dados aos efeitos inflacionários.



Assim sendo, os milhares de cafeicultores brasileiros estão “á mercê” de arbitrariedades de conselheiros governamentais , não respeitando a cinquentenária LEI Nº 4.504, DE 30 DE NOVEMBRO DE 1964.



Aproveito para lembra-los o que reza nossa Carta Magna, assim reproduzo abaixo o artigo 5° da Constituição Federal em seu artigo reproduzido abaixo:



Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo--se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:



II. ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei;





Como vimos, os preços mínimos de café foram estabelecidos arbitrariamente, pois o Conselho Monetário Nacional deveria cumprir a legislação vigente no Brasil, ou então, estamos retornando ao Sistema Feudal, onde o Poder Executivo transforma-se em Senhores Feudais, e, a nós cidadãos e agricultores somos apenas os Servos da Gleba, restando-nos apenas as obrigações tributárias.
Mas sabemos que há remédios para a arbitrariedade do Poder Executivo, pois Lei N° 12.016 , de 07 de Agosto de 2009 , disciplina o mandado de segurança :

Art. 1o Conceder-se-á mandado de segurança para proteger direito líquido e certo, não amparado por habeas corpus ou habeas data, sempre que, ilegalmente ou com abuso de poder, qualquer pessoa física ou jurídica sofrer violação ou houver justo receio de sofrê-la por parte de autoridade, seja de que categoria for e sejam quais forem as funções que exerça.



§ 1o Equiparam-se às autoridades, para os efeitos desta Lei, os representantes ou órgãos de partidos políticos e os administradores de entidades autárquicas, bem como os dirigentes de pessoas jurídicas ou as pessoas naturais no exercício de atribuições do poder público, somente no que disser respeito a essas atribuições.





Assim sendo, venho respeitosamente solicitar que a FAEMG, em defesa e representando os agricultores cafeicultores de Minas Gerais, entrem imediatamente junto ao Poder Judiciário com o devido e legal Mandado de Segurança para que as autoridades do poder público abaixo:



i)Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ,

ii)Ministro da Fazenda ,

iii) Ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão

iv) Presidente do Banco Central do Brasil



que compõem o Conselho Monetário Nacional , cumpram as determinações dos artigos 73 e 85 da LEI Nº 4.504 “Estatuto da Terra” , inclusive para que o custo de produção apurado conforme determinação legal seja acompanhado por instituições privadas idôneas , e , aberto ao conhecimento público , sendo que este Preço Mínimo de Café , seja mensalmente ou anualmente reajustados devido aos incrementos de custo ou queda de produção , afinal Custo é Custo.
Sem mais para o momento e no aguardo de minha solicitação, agradeço a atenção dispensada, e estou a vossa disposição para maiores esclarecimentos.
Atenciosamente,

Marco Antonio Jacob.
VER MENSAGEM COMPLETA
ALMIR JOSÉ REBELO DE OLIVEIRA | TUPANCIRETÃ - RS
23/07/2014
Este é um dos assuntos mais importantes que precisaria ser discutido por todos os segmentos que defendem o produtor e a agricultura brasileira.O jornalista Carrasco vem denunciando há anos esse golpe montado pelas ONGs Internacionais mesmo antes da aprovação da Constituição federal de 1988. Vocês lembram na época que veio o outro Papa ao Brasil, que a CNBB já mostrou as garras fazendo uma Índia ou um Índio dizer ao mundo que as terras eram deles? E o que nós fizemos? Nada! O artigo 231 da Constituição precisa ser regulamentado a favor do Brasil e isso precisa ser feito com urgência urgentíssima! O congresso Nacional é o caminho para por ordem na casa, caso contrário, o interesse internacional continuará manipulando e através do terrorismo semear a discórdia e tomar as terras dos produtores e com isso, não teremos paz para produzir!

Comentário referente a notícia: DA REDAÇÃO: Questão indígena foi problema criado pela Constituição Federal, diz jornalista
Veja a notícia completa http://www.noticiasagricolas.com.br/noticias.php?id=142735
VER MENSAGEM COMPLETA
WANDERLEI DIAS GUERRA | CUIABÁ - MT
23/07/2014
Senhores, todos os comentários são pertinentes, nos ajudam a pensar em novas formas de enfrentar o problema. De fato o Sr. Dalzir tem razão, as guaxas das rodovias (na frente da propriedade) apesar de estar na legislação que é responsabilidade do produtor, ele não tem culpa. O espírito da lei é que, "vendo" o problema, sugere que o produtor faça, pois ele seria o beneficiado. Correto Sr. Rogério, as concessionários ou DNIT deveriam fazer isto, mas os caminhões não podem continuar espalhando grãos pelas rodovias... Vamos juntar nossas forças para o bem comum, assim tenho agido em minha vida profissional! Abraço.

Comentário referente a notícia: DA REDAÇÃO: Soja guaxa prolifera nas estradas em Mato Grosso
Veja a notícia completa http://www.noticiasagricolas.com.br/noticias.php?id=142663
VER MENSAGEM COMPLETA
MARCELO DE BACO | VIAMÃO - RS
23/07/2014
Nossa economia está desaquecida, o setor de máquinas e equipamentos relata 20% menos vendas para o mesmo período comparado a 2013. Outros setores também relatam esta diminuição nas atividades... muito dessa situação se deve ao câmbio onde a opção de conter a inflação pela valorização do Real está mostrando seus efeitos. Apostar somente na demanda interna faz com que os setores de produção sejam penalizados. O trigo, o arroz, o feijão o suco de laranja, o açúcar, estão na esteira deste descompasso... Ainda temos outros fatores de desvalorização das cotações na CBOT e nas outras bolsas mundiais, tanto para trigo, milho, soja e outros commodities.

Comentário referente a notícia: Trigo: Demanda desaquecida mantém cereal desvalorizado
Veja a notícia completa http://www.noticiasagricolas.com.br/noticias.php?id=142781
VER MENSAGEM COMPLETA
ROGÉRIO LIMA DO VALLE | MOCOCA - SP
23/07/2014
Senhores, vamos deixar a troca de farpas e resolver o problema... Dentro da propriedade , o produtor deve eliminar a soqueira/guaxas, fora da propriedade (rodovias, estradas), a responsável pela concessão deve realizar a eliminação, ou serão responsabilizadas por não manter as estradas limpas. Em São Paulo, as concessioárias fazem este trabalho.

Comentário referente a notícia: DA REDAÇÃO: Soja guaxa prolifera nas estradas em Mato Grosso
Veja a notícia completa http://www.noticiasagricolas.com.br/noticias.php?id=142663
VER MENSAGEM COMPLETA
DANILO BUGATTI | MONTE AZUL PAULISTA - SP
23/07/2014
Tenho 4.400 pés de mandioca de mesa, foi plantado em abril desse ano, gostaria de estar amarrando um contrato de compra e venda, alguém consegue transmitir alguma sugestão pra mim que sou novato na área.
VER MENSAGEM COMPLETA
ERNESTO ROQUE NEUBERGER | HORIZONTINA - RS
23/07/2014
Gostaria de saber quais as tendências para o preço do milho nos próximos meses, agosto a novembro, quais as possibilidades de reação do mercado local ou de mais baixa.
Grato
VER MENSAGEM COMPLETA
PAULO ROBERTO RENSI | BANDEIRANTES - PR
23/07/2014
Sr. João Olivi, o filosofo grego Aristóteles afirmou: “O homem é um animal social”, mas, na sociedade atual o que vemos são aglomerações de “iguais”. Veja na seara política, a maioria são seguidores do Deus grego Morfeu – Deus dos Sonhos, pois em sua maioria são “vendedores ambulantes de sonhos”, cujo valor a população paga, e como paga; todos os desmandos, de todo tipo de vieses na política que nos afetam diariamente.
No momento, vivenciamos mais uma corrida para o poder, pelo poder e que ninguém quer perder.
A candidata à reeleição deve ser uma leitora contumaz da obra compilada por Rudolf Erich Raspe, cujo titulo “As Aventuras do Barão de Münchhausen”, cita um personagem que se equilibra entre a realidade e a fantasia em seu mundo próprio, sem jamais perder a fleuma.
Fica a pergunta que não quer calar:
“PORQUE A REALIDADE DÓI”?
....”E VAMOS EM FRENTE” ! ! !....

Comentário referente a notícia: Entendi: o primeiro mandato de Dilma foi só a fase “Escolinha do Professor Raimundo”! Ela promete corrigir os erros se for reele
Veja a notícia completa http://www.noticiasagricolas.com.br/noticias.php?id=142708
VER MENSAGEM COMPLETA
OTAVIO BEHLING | CUIABÁ - MT
22/07/2014
Se realmente existir esta soja no Paraná, imagine no RS que foi o último a colher sua super safra, e mais no MT (com 20%). Não gostaria, mas poderemos ter de importar soja dos Estados Unidos a partir de setembro ao preço de U$ 22,00 a saca, ou os possuidores destes grandes estoques nacionais irão vender sua soja a R$ 50,00 (base PR e RS).

Comentário referente a notícia: DA REDAÇÃO: Para cooperativa, produtores devem segurar vendas de grãos
Veja a notícia completa http://www.noticiasagricolas.com.br/noticias.php?id=142737
VER MENSAGEM COMPLETA

CHICAGO (CBOT - CENTROGRÃOS)

CONTRATO (US$/bu) PREÇO VAR
Soja (Ago/14) 1.203,00 19,00
Soja (Set/14) 1.102,75 17,75
Soja (Nov/14) 1.076,50 18,75
Soja (Mar/15) 1.091,25 17,50
Última atualização: 14:54 (23/07)
Dólar 2,223 0,50 %
COTAÇÕES EM TEMPO REAL

Commodities

Commodities fornecidas por br.investing.com

Índices

Índices fornecidos por br.investing.com

INDICADORES CEPEA

PRODUTO (R$) PREÇO VAR
Boi Gordo (média SP/@) 119,07 0,13 %
Última atualização: 19:02 (22/07)

BRASIL (BM&F)

CONTRATO PREÇO VAR
Soja (Ago 14) 29,50 0,75 %
Café (Set 14) 212,00 4,64 %
Boi Gordo (Out 14) 124,50 0,04 %
Dólar Fut (Ago 14) 2,226 0,29 %
Última atualização: 13:35 (23/07)

NEW YORK (NYBOT)

CONTRATO PREÇO VAR
Algodão (Oct 2014) 68,88 0,08
Açúcar (Oct 2014) 16,95 -0,21
Suco de Lar (Nov 2014) 154,45 -0,65
Café (Sep 2014) 176,20 7,90
Última atualização: 14:25 (23/07)
Acessar versão completa